Estado de alerta

29 de março de 2011

Imagem: GettyImages

Estado de Alerta: os preparativos estão cansativos.

Fato é que eu e o Marcio nunca brigamos. Na verdade, quase nunca. Acho que brigamos uma vez bem no comecinho do namoro, e discutimos umas duas outras vezes depois. Os motivos eu nem lembro direito. No resto do tempo, sempre fomos muito pacíficos e conseguimos resolver as situações sem precisar machucar o outro ou ser ignorante.

Muito se deve pela paciência e compreensão infinitas do Marcio. Sério. Eu mesma não me aguento às vezes mas o Marcio é sempre muito bem humorado e prático, e consegue resolver as coisas sem que eu chateie nós dois.

Outra parte é a minha colaboração para que a gente consiga entrar em acordo, tentando explicar direitinho o que eu acho e porque eu acho isso. Sei lá, tentar entender as pessoas profissionalmente há quase 10 anos tem que servir para alguma coisa, não?

Também tem o fato de sermos naturalmente tranquilos e não querer briga com as pessoas - a não ser que seja extremamente necessário. A gente fica bravo, corre atrás dos interesses e é justo com as pessoas, mas normalmente não precisamos elevar o tom de voz ou proferir palavras pontudas para conseguir isso.

E por último, não morarmos juntos nem nos vermos todos os dias ajuda muito. Mesmo o intervalo entre pensar em alguma coisa e ligar já te ajuda a elaborar melhor as suas ideias e não falar da boca prá fora. E quando a gente fica chateado, dá tempinho e privacidade para você refletir sobre seus atos.

Eu estou preocupada porque já faz algumas semanas que o Marcio está menos animado com os preparativos e menos empolgado com tudo. Dá para notar isso pelo número de emails que ele manda que diminuiu bastante. E várias outras coisas. 

Contas para pagar, prazos, detalhezinhos pendentes... parece que nunca tem fim. E nem dá para ligar o automático porque, já que a gente começou a fazer de um jeito todo detalhista, tem que ir até o fim assim para não perder o trabalho até aqui.

E daqui prá frente a coisa só tende a piorar com a aproximação do grande dia. Os convites estão aí, a lista de convidados explodindo, famílias e padrinhos sempre dispostos. Qualquer evento que envolve muitas pessoas é tenso, acho eu. É muita expectativa e ansiedade pairando no ar.

E no meio desse caos todo, hoje a gente se desentendeu pela primeira vez durante esses preparativos, por detalhes que normalmente passariam batidos. Mas isso me chateou bastante. Nem foi a discussão em si, mas o fato de não estar "gostoso, como deveria ser".

É.... melhor ficar em alerta para a coisa não desandar...


Cris, sempre alerta


PS: Deprimente ter uma tag "problemas" num blog de casamento, nee... me recuso a por!


Katy Perry - Hot N Cold

26 de março de 2011



Eu achei tão engraçado quando a Eriquinha disse que tinha "vontade de sair correndo" quando ouve essa música da Katy Perry... vamos tocar na festa só para ela ter que correr pelo salão!

Uma pena que não dá para colocar o video no blog. Mas quem quiser, é só ir neste link aqui. Vale a pena ver a Katy de noiva correndo atrás do noivo fujão... espero que o Marcio não tenha um surto desses no dia!


Cris

Wanda Borges II - a missão -

25 de março de 2011

























Quase tive um treco quando a Eriquinha e o Marcio me mostraram a placa da loja no outro lado da rua:

- É a Wanda Borges! É a loja da Wanda Borges! É aqui!

Na hora eu fiquei eufórica, louca mesmo. Nem sei porquê.

Sabe que logo depois me deu um tantinho de melancolia? Eu já escolhi meu vestido, ele é lindo, eu adorei de verdade e fiquei satisfeitísima em fechar o contrato. Mas eu lembrei que eu gosto muito dos vestidos dela e queria muito muito que ela tivesse feito um vestido para mim.

O Marcio, noivo bonzinho, às vezes até demais, dizia que a gente poderia remanejar o orçamento, que ele poderia dar mais plantões, que eu poderia ter nem que seja só o véu, só o sapato da Wanda Borges... enfim... não, nee?

Acho que eu imaginava que seria a noiva mais feliz do mundo se tivesse um vestido de noiva Wanda Borges, logo eu que não entendo nada de moda e compro minhas roupas nas C&As da vida. 

Mas o nosso casamento vai ser lindo e eu vou ser a noiva mais feliz do dia. Ops, junto com a Mari e a Manda que casam no mesmo dia, claro! ;)


Cris, (in)conformada


Cansaço mental

24 de março de 2011

Imagem: gettyImages


Eu achava que isso não iria acontecer, mas está acontecendo: estamos cansando dos preparativos do casamento.

Nas últimas semanas a gente fechou uns quatro ou cinco contratos, tudo na sequência, e acabamos esquecendo de fazer um dos depósitos. Foi aí que eu percebi que a coisa estava feia de verdade.

Fato é que eu e o Marcio somos bem certinhos&organizados e tentamos fazer tudo no prazo combinado e tal. E esquecer de fazer um depósito de um fornecedor importante é inadimissível para o nosso ego. Quem nos lembrou foi, claro, a Eriquinha. Gente... o que seria da gente sem ela, porque ela faz mais da metade do trabalho e a gente ainda consegue se atrapalhar... meu Deus... 

Aí eu estava conversando com o Marcio e ele também está meio cansado esses dias. Acho que perdemos um pouco aquele pique e empolgação que tínhamos no começo. Será que isso acontece com todo mundo? É que a Lili também comentou que estava louca para que chegasse logo o casamento para acabar com essa maratona toda.

E para piorar a situação, recebemos a notícia de que o apartamento não ficará pronto até o casório e temos que arranjar um lugar provisório para ficar por tempo indeterminado. 

Queeeee puuuuuxa...

Desanimamos, mas eu fico aqui achando que é um disperdício eu não aproveitar enquanto sou noiva. Noiva!  Não vou ter clima para escrever essas coisas sobre os preparativos do nosso casamento depois que casar! É só uma vez na vida, nee... e é tão legal... e é para ser tão gostoso... 


Cris, histericando

Atenção: Japonesa Borocoxô

14 de março de 2011
Imagem: gettyImages

Não sei se todo mundo sabe - acredito que sim - que o Marcio e eu temos olhinhos puxados. Nossos pais são importados do Japão - só a minha mãe foi falsificada em Álvares Machado, interior do estado de São Paulo, mas passa fácil por original - e temos muitos parentes que nunca sequer imaginaram sair da terra do sol nascente.

Parentes estes que, graças à Deus, estão todos são e salvos, apesar das dificuldades que o país inteiro está passando e o mundo todo está assistindo sem poder fazer muita coisa. Inclusive eu. 

E isso me incomoda. 
Incomoda porque é ruim você saber que existem pessoas sofrendo em qualquer lugar que seja, por qualquer motivo que seja e você não pode ou não consegue fazer muita coisa para amenizar isso. Doações, orações, pensamento positivo, voluntariado... parece que nada é o suficiente quando a pessoa só conseguiu salvar a sua vida.

A gente fica solidário quando acontece uma enchente aqui em São Paulo, mesmo não conhecendo as pessoas.  Ou com os conflitos no Oriente Médio, talvez. Acho que o que eu estou sentindo é algo parecido, com a diferença que há um carinho especial por aquele país tão pequenininho, onde estão minhas raízes e que influencia demais no meu jeito de ser. E do Marcio também.

Mas a vida continua. E eu, para variar, estou correndo atrás dela já que sou um pouco mais  devagar que as pessoas normais.


Cris, borocoxô


Jack Johnson - Better Together

12 de março de 2011




O Casamento Hits de hoje é sugestão da querida Thalita, noiva e leitora do Pasta Casamento. Better Together do Jack Johnson é a música dela e do noivo dela. Acho essa música linda e acho mais lindo ainda eles terem uma música assim como música do casal.

E, certeza, tem que tocar em um momento especial do casamento! Seja na cerimônia, na entrada dos noivos, como primeira dança, na retrospectiva... nossa! Muita emoção! A moça do salão disse que maquiagem de noiva é à prova d'água e de lágrimas... mas deve ter um limite, nee? ;)

Vocês também têm música do casal?


Cris

I believe in memories they look so, so pretty when I sleep
Eu acredito em lembranças elas parecem tão tão lindas quando durmo

And now when, when I wake up you look so pretty sleeping next to me
E agora quando, quando eu acordo você parece tão linda dormindo pertinho de mim

But there is not enough time
Mas já não há mais tempo

And there is no song I could sing
E não há música que eu poderia cantar

And there is no combination of words I could say
E não há combinação de palavras que eu poderia dizer

But I will still tell you one thing
Mas eu vou continuar a te contar uma coisa

We're better together
Nós ficamos melhor juntos

Copo de leite

10 de março de 2011

Cris: Sabia que 90% das noivas querem decoração de igreja com muitos copos de leite?

Marcio: Não gosto de copo de leite. Não parece flor.

Cris: Como assim "não parece flor"? Parece o que então?

Marcio: Pacere pato!

Imagem: gettyImages editada por Marcio e Cris

Cris: Hahaha... é... talvez...

Marcio: Mas não vai escrever isso no blog! Vão achar que eu sou um chato...


Cris: Ooo Amorzinho... deixa comigo! :)



Filhos, Noivos e Blogueiros

9 de março de 2011

Imagem: Terra

Faz um tempinho, a simpática Priscilla Nery do Vila Mulher, do site Terra, entrou em contato com a gente querendo fazer uma entrevista para uma matéria. A matéria saiu aqui no canal Vila Dois, há alguns dias, mas só agora eu estou contando porque, afinal, o ano só começa depois do Carnaval! (ai... que rima infame...)

Nunca imaginei que daria uma entrevista. Ainda mais sobre o Pasta Casamento. O que mais me chamou a atenção foi o termo "blogueira" que a Priscilla usou para descrever esta que vos escreve... blogueira, eu?!

É... quem escreve blog é blogueiro, nee... mas eu nunca havia parado para pensar que eu poderia ser uma também. A gente vai ganhando qualificações durante nossa vida - estudante, estagiário, doutor, noiva - e às vezes nem percebe ou só percebe depois que você deixou de ser.

Nunca pensei em me apresentar "Oi! Eu sou a Cris e sou blogueira!" - e acho que isso não vai acontecer tão cedo. Mas fiquei orgulhosa pelos nossos "segundos de fama" e espero fazer tudo bonitinho até o fim da nossa carreira de noivos e blogueiros.

Às vezes, na correria e bagunça dos preparativos do casamento, eu quero que o grande dia chegue logo e eu e o Marcio possamos logo ser casados, morar juntos, ter uma família. Eu penso que esse "período de noivos" está sendo crucial para eu ter certeza que estou deixando a casa dos meus pais depois de ter aproveitado todos os momentos com eles, com o meu irmão e com a Amie - sim, eu sou muito apegada à minha família - e de ter feito a minha parte enquanto moradora desta casa. 

Conheço muitos casais que fazem (ou fizeram) test drive morando juntos antes de casar. A gente também cogitou fazer isso, já que queria casar bonitinho - com igreja e festinha - e ainda não tinha condições. Mas queríamos morar juntos. Coisa de casal apaixonado, sabe? Só que nossos pais - de ambos os lados - tradicionalíssimos, não curtiram nem um pouco a ideia dos pombinhos morarem juntos sem ao menos casar no cartório. Decidimos, então, fazer tudo como eles querem, já que será o último desejo deles para os filhos prestes a sair de casa.

Acho que não é à toa que existem essas fases na nossa vida. É bem mais fácil ter períodos de preparação e adaptação antes de grandes mudanças. Além disso, o casamento é um rito de passagem muito importante na vida das pessoas e, já que nós fizemos questão de passar por ele, achamos melhor fazer bem feito, respeitando todas as etapas.

Mas que fique bem claro que eu admiro muito as pessoas que conseguem tocar a vida nestes tempos modernos de forma prática, sem sofrimentos nem nóias, e ainda curtir sem dor o cotidiano caótico das várias funções que acumulamos. Quem me dera ser assim!

Por isso eu sou muito grata à minha família e à família do Marcio por nos terem poupado de possíveis más surpresas de atitudes atropeladas e por nos deixarem curtir ao máximo essa fase gostosa de noivos se preparando para casar e constituir uma nova família.


Cris, filha, noiva e blogueira

Katy Perry - Firework

5 de março de 2011


O Marcio não aguenta mais eu cantarolar essa música... eu adoro a parte do "â â â"!! ;)

Fato é que eu ouço rádio só quando estou no carro. E ultimamente tenho escutado bastante essa música e outras da Katy Perry. Elas são músicas dançantes e até que legais para se ouvir dirigindo - não no congestionamento, claro...

Boa pedida para animar as mocinhas na pista de dança, não acham?


Cris, só no refrão

Estado civil: Noivos

4 de março de 2011



Semana passada fez um ano que o Marcio me pediu em casamento e nos tornamos noivos. Vou contar  "rapidinho" como foi, tá?

Fomos para a Argentina com a Ohanna, a Bethinha e a Jú Kishi, numa viagenzinha de uma semana. Primeira metade em Buenos Aires e segunda metade em Mendoza. A gente nunca tinha viajado casal + amigos e eu me diverti bastante! Como a gente só tinha dois amigos em comum quando começamos a namorar, às vezes fica um pouco mais difícil combinar esse tipo de viagem, mas a gente deveria fazer mais vezes!

Bom, no último dia em Buenos Aires, fomos fazer um passeio de bicicleta pela cidade. Eu queria saber quem disse que a gente nunca esquece como se anda de bicicleta porque eu, pelo jeito, esqueci. E para piorar a situação, a bicicleta que a empresa fornecia para o passeio era grande demais para as minhas perninhas curtas e eu não alcançava o chão. Já dá para imaginar que coisa boa não poderia acontecer, nee...

Num certo momento a gente estava andando na ciclovia, eu na frente e o Marcio atrás. Lá longe eu vi um gari varrendo a via e achei que poderia desviar quando chegasse mais perto. Só que, conforme eu ia me aproximando do gari, veio uma outra biclicleta no sentido oposto. Na minha cabeça, eu queria virar um pouco e parar para não bater nem no gari nem na outra bicicleta, mas o Marcio diz que eu me arremecei na calçada... E tava um calor esse dia!

Eis que com a queda eu abri um buraco na calça e no meu joelho. Já contei que eu não consigo ver sangue que sinto tontura? O buraco era razoável - imagino, porque eu não queria ver - sangrava bastante e tem cicatriz até hoje. Sei que o meu passeio terminou naquele momento e eu e o Marcio voltamos para o hotel. Marcio, como bom médico, fez um curativo no rombo e tava todo bonzinho com a paciente chororô. Ele até pegou o iPod e colocou uma música engraçadinha que eu gosto para me animar.

E foi aí, no quarto do hotel, com um buraco no joelho com um curativo enorme, que o Marcio pegou uma caixinha com um laço bem bonito e me pediu em casamento. Eu já tava no embalo das lágrimas por causa do machucado e não conseguia parar de chorar! Nem consegui pensar em pegar um lencinho para limpar as lágrimas e o nariz escorrendo... devia estar tão feia! Hahaha...

Eu estava tão surpresa com aquilo tudo! Tem pessoas que ficam esperando pelo pedido, por um anel, mas como a gente usava alianças há um bom tempo, eu imaginava que viria um pedido, mas não tão bonitinho... o Marcio me surpreende sempre!

A parte mais engraçada  é que ele tinha contado para as meninas que tinha trazido o anel mas só não sabia quando e como iria fazer o pedido. E elas, empolgadas, bolando planos e cenários para o momento... tão bom ter amigos!

E foi a partir de então que mudamos nosso estado civil de namorados para noivos. Até fizemos um noivado/brinde no Café Tortoni, olha só que chique! 

Ser "noivos" é mágico. É engraçado porque é um período tão curto mas tão intenso, cheio de emoções mas cheio de tarefas também, que eu às vezes acho um tanto cansativo - principalmente durante as divagações de madrugada - mas que eu já estou começando a sentir saudades. 

Vai entender, nee...


Cris


Site de casamento

3 de março de 2011

Imagem: Pronto Casei

Estamos vendo convites (sim, não atualizo o blog há muito tempo) e empacamos num detalhe: queremos colocar um "site dos noivos" para que os convidados possam acessá-lo mas não conseguimos decidir como vamos fazê-lo.

As opções são: site pronto gratuito, site pronto pago e contratar um webdesigner. A diferença? Além do valor desembolsado, claro, a quantidade de funcionalidades e a estética do site.

Acho que as coisas mai importantes que o site deve conter são o local e horário da cerimônia e festa, e também um mecanismo de confirmação de presença. É isso mesmo?

Não queria gastar muito dinheiro com isso pois acho que é um detalhe que poucas pessoas vão prestar atenção. A coisa tem que ser apenas funcional. MAS, meu lado obsessivo-compulsivo-detalhista -perfeccionista cisma em dificultar as coisas...

Já fiz nossos sites gratuitos no Pronto Casei e no Prometo.

O Pronto Casei é o mais bonitinho ao meu ver mas não tem a opção de colocar o link da lista de presentes. Hummmm... a gente descartou os papeizinhos com "Nossa lista está alí!" justamente porque iríamos colocar no site, então, não rola, nee... e para ter essa função a gente teria que pagar mais R$89,90.

Já o Prometo tem tudo que o Pronto Casei tem, mais o link para as lojas onde deixaremos nossa lista de presentes e mais um monte de outros links... só que o design não me agrada! Sei lá... achei os modelos disponíveis muito cheios de informações, os links meio que amontuados. É que é coisa minha de querer tudo o mais simples possível. Bem que poderia ter um modelo branco, sem muita coisa, que nem do nosso bloguinho...

E a desvantagem dos dois é que o domínio vai ter sempre uma palavrinha a mais do site e se você quiser um www.cristianaemarcio.com.br por exemplo, tem que pagar pelo menos R$49,00 por isso.

E, por último, o tal do webdesigner que vai fazer o site do jeitinho que a gente quiser, com a cor, tamanho, funções que a gente pedir. Mas tudo tem seu preço, nee... andei vendo empresas que cobram pelo menos R$250,00 pelo trabalho. Ai.

Será que vale a pena?

"Tudo vale a pena se a alma não é pequena"... a gente já se empenhou bastante nos outros detalhes  até aqui e seria legal sim se a gente fizesse um site "combinandinho". Mas... hummmm... não sei... 

Tô vendo que o tema da minha insônia de hoje vai ser "site"...


Cris, a que não aprende


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...