Peixe e arroz no jantar

9 de agosto de 2010
Imagem: Getty Images


Quando desistimos da ideia de ter sushis e sashimis no jantar do nosso casamento, também havíamos excluídos os peixes e ficamos só com a opção de carne vermelha. Durante nossa saga dos buffets, experimentamos alguns cardápios que, além da carne vermelha, incluíam o peixe, adoramos a ideia e voltamos atrás na nossa decisão.

O que muda? A principal mudança, além da satisfação gastronômica dos noivos e convidados, é o preço: quando incluímos uma opção de peixe no buffet ele normalmente encarece o valor por pessoa em aproximadamente 10%, ou seja, 10% a mais no valor do buffet que é um dos gastos mais altos da planilha. Com essa diferença, no nosso caso por exemplo, dá para pagar um bar de caipirinhas.

O cardápio de jantar de casamento típico é constituido por coquetel frio, coquetel quente, salada, massa, carne, arroz, guarnição e sobremesa. Bem completo, não? O peixe seria um agrado, uma frescurinha a mais que conquistaria principalmente nossos convidados de ascendência japonesa que são chegados em um peixinho.

Tanto na minha casa como na casa do Marcio é mais raro não ter peixe nas refeições que o contrário. E o pai do Marcio que adora pescar então! Não é extremamente necessário como no caso do arroz, mas seria uma boa surpresa.

Aliás, japonês não vive mesmo é sem arroz. A necessidade é tanta que na língua japonesa um dos sinônimos para refeição é a palavra que designa o arroz cozido - o gohan. E o arroz aparece em TODAS as refeições: no café-da-manhã, no almoço, na janta e, se tiver, na ceia também. E o lanche? Arroz! Doces? Arroz! Vai ter festa? Arroz! Eu diria até que a cultura japonesa gira em torno do arroz! Rá!

Imagem: Wakokunokai

Exageros à parte, os próprios buffets que estamos visitando nos oferecem a opção de fartura de arroz por saber da importância que os japoneses dão ao prato. Uma boa comparação foi a do chef Christian Formon que disse que o arroz está para os japoneses como o pão está para os franceses. Hummm... concordo plenamente! Tudo bem que eles serão minoria dos convidados, mas como nós também não vivemos sem arroz, ele estará presente no cardápio. Melhor ainda se for aquele preparado sem óleo nem tempero, branquinho, grudadinho no ponto... o unidos-venceremos!

Mas aí também é pedir demais, nee...


Cris

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...