Novo morador

10 de agosto de 2010

Sábado de noivos, chegamos um pouco cedo para a cerimônia e resolvemos andar pela catedral. Além do edifício principal, existe uma casinha ao lado que tem a secretaria, uma outra nos fundos do terreno e um super gramado. Ah sim, tem um salão bem grande embaixo da catedral, mas só para eventos internos.

É um lugar bem gostoso, principalmente no final da tarde, quando o sol está começando a se por e dá para escutar alguns passarinhos cantando e um carneiro berrando... carneiro berrando?!


A Catedral Anglicana tem novo morador: um carneiro marrom.

Ficamos um tempo discutindo se era um carneiro ou se era um bode.

- É uma cabra ou é um carneiro?
- Deve ser um carneiro: não tem chifres!
- Ah é, nee... cabra tem chifre e barbinha. Quem é o marido da cabra?
- Hummm... acho que é o bode.
- E o marido da ovelha?
- Deve ser o carneiro.
- E cordeiro? É quem?
- Ahn... filhote deles talvez? Que nem boi e bezerro...

- Mas dá prá saber se ele é um carneiro ou uma ovelha?
- Ixi... não dá prá ver direito, mas eu acho que é... hummm... uma ovelha... - procurando a prova da diferença.
- E a vitela que a gente comeu? É carne de quem?*
- Amorzinho! Não fala essas coisas na frente dele!

E o bicho se sentindo muito constrangido com a conversa, não parou de berrar por um minuto...

O reverendo Aldo disse na missa que ele tinha arranjado o carneiro - aí que descobrimos que se tratava de carneiro e não ovelha - para que as crianças pudessem ter mais contato com a natureza e com os animais. Além do carneiro, existem galinhas e perus andando pelo terreno. Na saída da missa, quando fomos cumprimentar o Aldo, não resisti e perguntei:

- Como chama o carneiro?
- O carneiro você chama assim ó: "oo carneirooo!!"

Esse reverendo engraçadinho, vou te contar...


Cris

* A vitela não é carne nem de carneiro e nem de bode. É carne de bezerro macho. Fiquei com um tremendo dó do bezerro agora.

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...