Marcha Nupcial

26 de julho de 2010
Imagem: Getty Images

Quando eu era menorzinha, como toda menina-romântica-cor-de-rosa, tinha lá meus sonhos de casar e, perdoem-me as feministas, virar dona-de-casa. Na verdade, acho que eu queria mesmo era constituir família, sabe? Ter um marido, filhos, cachorro, fazer comidinhas gostosas para todos, cuidar da casa. Hoje em dia acho que é indispensável, para mim, ter uma renda mínima que seja para poder pelo menos comprar uns mimos de vez em quando para o futuro-marido. É por isso eu adoro mais ainda a minha profissão que me permite ter horários para cuidar da casa eu mesma - apesar de ainda não me dar o retorno fincanceiro que eu adoraria.

Mas, voltando à menina-cor-de-rosa, nos trechos da infância em que aparece o assunto casamento, eu gostava de desenhar vestidos de noiva e brincar que meus queridos pôneis iriam se casar. E a musiquinha que tocava nessas horas era a Marcha Nupcial de Wagner. O Marcio diz que é a musiquinha do "até que enfim" ou do "com quem será" (...com quem será... com quem será... com quem será que a Cris vai casar...) e que todo mundo vai fazer esse coro se tocar no nosso casamento.

Será...?

Tudo bem que seria um desastre se eu fosse colocar em prática todos os meus sonhos de menina como vestido tipo bolo e véu cobrindo o rosto, mas será que não rola tocar essa marcha? Eu acho bem solene, bonitinha.

Ah... tem tanta noiva que nem entra com marcha nupcial, que escolhe outras músicas, às vezes nem tão clássicas. Dos 123456789 casamentos que a gente já foi até hoje só uma única noiva escolheu a versão do Wagner. 98% escolheram a de Mendelssohn e as demais escolheram uma menos conhecida: já vi noiva entrando com Canon de Pachelbel, com The Beatles, com MPB... tem de tudo. (fonte: CEIC - Central de Estatísticas da Imaginação da Cris)

O Maestro Danillo do Del Chiaro disse que nos Estados Unidos é muito comum entrar com a de Wagner e sair com a de Mendelssohn. Já que a gente vai casar na Catedral Anglicana, não seria interessante encorporar essa tradição? Oops... o Anglicanismo é da Inglaterra, nee...

Cris: Estava pensando em entrar com a de Mendelssohn, mas como gosto muito da do Wagner, queria que ela também tocasse na cerimônia...

Marcio: Hum... mas iria tocar quando?

Cris: Sei lá... pensei que poderia tocar na sua entrada, o que acha?

Marcio: Ah não!!

Marcha Nupcial - Mendelssohn


Marcha Nupcial - Wagner


Cris

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...