JJ Cabeleireiros

27 de outubro de 2011

Imagem: J.R. Studios


Bom, ainda sobre dia da noiva e dia do noivo, algumas considerações sobre o JJ.

A Eriquinha nos levou ao JJ não por acaso: o salão é especializado em noivos/casamentos. Existem milhaaaaaares de salões por aí que fazem dia da noiva ou algo parecido. Mas, pelo que eu vi (que fique bem claro que é uma coisa minha) o JJ é um dos poucos que tem o "casamento" como carro chefe. Durante a semana o salão funciona normalmente para o público em geral, mas no sábado a prioridade são noivas, noivos e demais clientes que precisam se arrumar para um casamento. Se bem que eu ouvi dizer (é que eu não lembro exatamente quem foi) que a maioria dos clientes são ex-noivas e afins.

E qual é a diferença com um salão convencional?

É que é tudo voltado para o casamento:

- profissionais que sabem das tendências para esse público
E eu ia lá saber que quase não se usam mais aquelas garrinhas que são em parzinho, uma de cada lado da cabeça? O melhor penteado para casamento às 18h17min? Madrinha que não faz ideia do que quer fazer com o cabelo? Maquiagem para orientais que suam muito? Conte com eles. 

- saber sugerir o que fica melhor para cada "papel" (noiva, convidada, madrinha, mãe de noivo)
Pois é... porque mãe de noivo é diferente de mãe de noiva e cada uma tem seu papel. Aliás, foi ótimo que as duas se arrumaram lá porque aí não tem risco de ficarem nem muito iguais nem muito diferentes. E madrinha é madrinha, nada de aparecer mais que a noiva! ;)

- organização dos serviços, profissionais e clientes
Ninguém nunca se atrasa de jeito nenhum (haja pleonasmo!). Cada cliente entra em um horário combinado com antecedência e passa pelos profissionais na ordem e horário determinado para que ninguém se atrase. Se noiva atrasada é ruim, imagina se for madrinha! E Izilda fica com olhos de lince para conferir se está tudo funcionando direitinho.

- salão vive casamento todos os dias
Sempre tem uma noiva fazendo teste de maquiagem e cabelo, outra acompanhando o teste da mãe, gente fazendo tratamentos estéticos, manicure... apesar do ponto alto ser no sábado, o salão é bem frequentado todos os dias por aqueles que respiram casamento. E saber lidar com esse povo que tem os nervos à flor da pele não é para qualquer um.

Tanto eu como o Marcio já tínhamos nossos cabeleireiros cativos, aqueles que costumamos ir sempre. Mas no dia do casamento queríamos tranquilidade e ter certeza de que tudo daria certo. Claro que você pode ter essa tranquilidade com o seu cabeleireiro de sempre, mas convenhamos que os profissionais do JJ estão bem mais acostumados, calejados.

Outro ponto foi o horário: a Anglicana não tolera atrasos. Já somos um casal bem certinho quanto ao assunto em dias normais, ainda mais nesse dia tão importante. A gente já ouviu falar de (e presenciou) tantos casamentos em que a noiva ou alguma das madrinhas ficou presa no salão e isso atrasou a cerimônia. Não dá, nee... e achamos que, sendo um lugar que trabalha com isso todo final de semana, o risco de atraso seria menor. Nossa suspeita foi confirmada e reforçada porque antes mesmo do horário previsto estávamos todos prontinhos. Lindo, não?

Existem empresas que vão até a sua casa, transformam a sua sala em salão improvisado e te preparam junto com as suas mães, madrinhas e amigas, num evento particular e descontraído, longe da bagunça cheio de gente de um salão. Claro que eu adoraria poder tido fazer isso! Imaginem só como não seria mais legal, mais divertido e mais personalizado poder ter um "salãozinho particular" em sua própria casa?! Pois é... mas não rolou por dois motivos: um porque a gente não tinha (ainda não tem) casa com espaço suficiente para isso; e outro porque a gente não tinha verba para bancar a brincadeira para a mulherada toda e nem cara de pau para pedir que elas pagassem pelo serviço. Simples assim.

No começo de tudo eu estava preocupada com a muvuca que não seria passar o dia do casamento num salão cheio de noivas enlouquecidas (?!) e tal, mas sabe que até que foi bem tranquilo? Você conhece as noivas, troca as últimas figurinhas e ansiedades, deseja sorte por estar no mesmo barco e rola um clima de solidariedade, tipo uma irmandade... hahaha... é verdade! E o tempo passa tão rápido que você nem tem tempo de ficar pensando bobagens... quando vi, já era hora de colocar o vestido!

Por isso tudo, recomendamos os salões especializados em casamento, em especial o JJ que nos proporcionou momentos especiais e um serviço de qualidade impecável.


Cris, pensando em cobrar pela propaganda



JJ Cabeleireiros
www.jjcabeleireiros.com.br

Avenida Cidade Jardim, 1013
Itaim Bibi - São Paulo - SP
tel: 11.3079.9042
eMail: sac@jjcabeleireiros.com.br

Contato: Laís

Nota

Imagem: GettyImages


Ok. Estou em dívida, mas estou disposta a pagar. Vamos fazer uma renegociação? ;)

Brincadeirinha. Não está rolando o dia sim dia não de posts... vamos ver o que conseguimos fazer enquanto o Marcio está de plantão e eu fico mais à vontade em casa.

Nada contra, viu, Amorzinho? Adoro sua companhia, você sabe... mas não precisar me preocupar com a cozinha e ter domínio do notebook facilita o bom andamento do blog!


Cris, dona do pedaço

Dia do Noivo

21 de outubro de 2011

Imagem: J.R. Studios

O Marcio decidiu fazer o dia do noivo por 3 motivos:

- porque seria a única coisa para nós no dia
- porque ele ficaria muito ansioso se não tivesse o que fazer até o horário da cerimônia
- porque o JJ tem um ambiente descontraído

E sabe que eu sou totalmente a favor dos noivos terem o "dia do noivo" que nem as noivas? Ah... já dizem um monte por aí que casamento é uma festa feminina, que a noiva que é a personagem principal, que todo mundo só quer saber da noiva, que isso, que aquilo... coitado do noivo! Ele tem tanta importância quanto a noiva mas não recebe atenção como a noiva... Se fosse um noivo que é mais tímido ou que não liga muito para o casamento, tudo bem... mas o meu noivo, minha gente, vocês conhecem, nee? Esse merecia uma semana toda de mimos depois do empenho todo que teve durante os preparativos! ;)

O Marcio fez massagem, manicure, tratamento para pele, aplicação de produtinhos especiais no rosto para a testa não ficar brilhando nas fotos, ducha... além de comidinhas e bebidinhas à vontade no bar, digo, salão comandado pelo Augusto, o cabeleireiro preferido dos noivos. Só uma portinha separa essa ala masculina com cheirinho proibido do glamour da ala feminina. Clube do Bolinha, praticamente, com entrada privativa.

Os noivos ficam nesse espaço reservado, num canto do salão (que é enorme) e não se cruzam com as noivas (ainda bem!). Só na hora do almoço a gente se encontrou para comer junto com as mães. As mulheres foram cheias de coisas na cabeça e de roupão, mas não tem problema porque o restaurante é praticamente uma extensão do salão (o lugar é grande mesmo). Foi bem gostosinho, uma salada, uma massa, suquinho e sobremesa. Além dos docinhos e espumante que ficam rodando pelo enquanto a gente é arrumada. Um luxo!

Uma semana antes do dia do casamento é feito o corte e no próprio dia, só se apara. Para o cabelo assentar e não ficar nada fora do lugar. Ele gostou tanto que agora, uma vez por mês, ele corta o cabelo lá com o Augusto que, diga-se de passagem, é uma figura! É que o Augusto corta de um jeito, só com tesoura especial, que o cabelinho de japonês dele não fica espetado que nem de gato bravo, mesmo que cresça, não perde tanto o corte e não fica tão feio como quando se corta com maquininha e a "validade" do corte já acabou. Enfim, ele faz mágica em menos de 15 minutos. E faz a gente ganhar o dia com seu bom humor.

Os noivos podem levar os pais e padrinhos para fazer companhia, que nem as noivas. Mas o Marcio foi sozinho mesmo e não sofreu, não. Também, pudera, o Augusto não deixa tempo para os noivos pensarem bobagens. E trocar figurinhas com outros noivos deve ser tão divertido como entre as noivas.

Ah é! A Amanda, noiva das 18h30min da Anglicana do mesmo dia também se arrumou lá e o noivo junto. Legal, nee? Ainda não falei com as meninas, mas tenho certeza que elas devem ter adorado! Ah... a gente deu muita sorte mesmo... as noivas (e noivos!) desse dia eram todos muito legais e se deram super bem... coisa do destino, como o Marcio gosta de falar...

Enfim, o noivo sai antes do salão, por essa entrada exclusiva, para ter certeza que não irá cruzar com a noiva. E também precisa chegar antes na igreja para receber os convidados. No dia, a gente fez um super esquema e o Marcio foi dirigindo o próprio carro para a igreja. Nem perguntei como foi, mas ele chegou inteiro! ;)

Imagina só se ele tivesse ficado em casa, só com o pai e com o irmão, a tarde inteira... do jeito que ele é certinho com horário, ia se aprontar e ficar zanzando pela casa um tempão... ah sim, sem contar as inúmeras idas ao banheiro!


Cris

Dia da Noiva

19 de outubro de 2011
Imagem: GettyImages

Sim. Fomos noivos chiques e cada um teve o seu dia. Aliás, fizemos caravana para o JJ: além dos noivos, as mães dos noivos e algumas madrinhas se arrumaram lá.

O noivo, claro, ficou num oooooutro espaço do mesmo salão, sem a mínima chance de ver a noiva. Escrevo sobre ele no próximo post, tá? Comigo ficaram, além das mães, a irmã do Marcio, a Yumizinha e a Bethinha, madrinhas queridas. É legal passar o dia com gente conhecida porque você pode ficar conversando nos intervalos dos "procedimentos".

Aliás, a única coisa que me angustiou um pouco foi esse intervalo entre cada coisa que a gente tinha que fazer que era muito longo muitas vezes e o horário de chegada. É que eu tive que chegar 07h45min porque tinha que estar pronta até às 15h00... acordar cedinho no dia do casamento é tenso!

Quanto ao tempo de espera, por exemplo, você vai para a massagem e fica um tempão esperando até te chamarem para lavar o cabelo. Aí você lava o cabelo e tem que esperar mais um tempinho até te chamarem para secar o cabelo. Se não tivesse as meninas para conversar eu teria pirado porque dá a impressão de que esqueceram de você ou que não vai dar tempo de fazer tudo. Mas na verdade é tudo muito bem planejado para que não haja atraso mesmo com imprevistos. Aí faz sentido chegar cedo e ter tempo de sobra, nee... A Izilda controla todos os horários quase como um cronômetro e nada falha, mesmo com um monte de noivas, mães e madrinhas histéricas no salão. Incrível!

Eu já tinha feito manicure e pedicure na 5a feira (para não precisar chegar de madrugada no sábado) e deixei para fazer só a massagem no dia. Aliás, muito boa a massagem, viu... você relaxa mesmo e o corpo fica levinho levinho! O cabelo e a maquiagem eu já tinha feito teste na semana anterior e tinha gostado bastante. Usei o cabelo preso e uma grinalda que eram 3 arquinhos de cristais combinando com os brincos. Tudo  muito delicado, como pedi para a querida Maria Antônia, criatura mais paciente que conheci, que é encarregada de achar com as noivas as melhores combinações de véu, grinalda e brincos. Ela fica lá no JJ mesmo, num cantinho super estiloso, cheinho de opções para agradar todo o tipo de noiva. E acertou em cheio o que eu queria.

Imagem: J.R. Studios

Tenho que deixar aqui uma menção honrosa para a Eriquinha que escolheu antes de mim a grinalda que mais combinava comigo. Foi a primeira que eu experimentei, depois vieram mais umas 20, e acabei voltando para esta. Mais de um ano juntas fez com que ela soubesse mais de mim do que eu mesma!

Também um agradecimento especial à Laís, que nos atendeu de braços abertos e com muita simpatia, explicou cada procedimento antes de fecharmos os pacotes e ainda cuidou de nossas mães e madrinhas. Ela e a Izilda foram impecáveis todo o tempo e com certeza fazem o JJ ser um lugar sem igual para as noivas se prepararem para seu grande momento com conforto e tranquilidade. Afinal, é isso que a gente mais quer nas horas que antecedem nossa entrada na igreja, não é mesmo?

Vitor, que fez meu cabelo é quem consegue manter o clima descontraído mesmo nos momentos mais tensos. Seu bom humor é único! E ele realmente sabe fazer o cabelo ficar do jeitinho que a gente imagina, até chegarmos ao hotel da noite de núpcias. Hahaha... o Marcio que o diga porque ele teve que me esperar tirar os mil grampos e lavar 20 vezes o cabelo para poder dormir!

E a minha maquiagem... a Andréia conseguiu fazer com que eu me sentisse linda, com maquiagem levinha e delicada, sem ser apagadinho nem forte demais. Testou milhares de batons até eu achar o perfeito e me deixou com cara de noiva, sem deixar de ser eu. Dá para entender? Preciso aprender a me maquiar... pelo menos usar rímel, nee?

Os fotógrafos e cinegrafistas para registrar o "making off", o buquê e o carro chegam no horário exato combinado. Eriquinha e Izilda totalmente sincronizadas para que não haja atraso algum. Aliás, Eriquinha estava no Estação São Paulo durante o dia e depois foi para a Anglicana nos receber. Essa nossa assessora é incrível mesmo.... mas falo dela em outro post! ;)

Enfim, meu dia de noiva foi perfeito. O clima do JJ é ótimo e o trabalho dos profissionais, impecável. Em momentos importantes é muito bom poder trabalhar com gente que entende do assunto, que lida com isso todo dia, há muito tempo.


Cris, relembrando o grande dia

Agora vai!

Imagem: GettyImages

Espero! 

Se bem que nem eu acredito depois de tantas tentativas de retomada... mas estou esperançosa!

É que é assim... eu sou meio obsessiva e gosto de terminar as coisas que começo, mesmo que algumas vezes isso seja difícil, demorado ou impossível. O problema é que eu quero fazer tudo bonitinho, perfeitinho, aí já viu, nee... estou tentando achar um tempinho para poder me dedicar aos posts mas, que coisa!, não acho... sempre tem uma roupa para passar, um cantinho para arrumar ou uma louça para lavar...

Mas desde que voltamos de lua de mel eu penso todo dia no blog, nas queridas pessoas que nos escrevem, e na minha enorme falta de consideração por "abandonar" este cantinho que foi tão gostoso e importante durante os preparativos.

Bom, como terminar este blog não é impossível (só um tantinho difícil para esta ex-noiva) e demorado já está, resolvi mudar as prioridade dele na minha vida: até terminá-lo, o Pasta Casamento será minha maior prioridade!

Uhuuuuuu!! Adeus vida de dona de casa!!

Hahaha.... brincadeirinha! Acho que agora, com carga horária de dona de casa de 3 meses cumpridas, já consigo conciliar as coisas... acho! Se não o Marcio aguenta durante um tempinho comer miojo e não ter roupas passadas (sim, passar roupa e cozinhar são as tarefas que mais ocupam o meu tempo).

Vou tentar escrever pelo menos dia sim dia não para não perder o pique. O esquema é mais ou menos assim: 
- fornecedores na ordem de aparição no dia
- detalhes e considerações
- lua de mel
- casa nova
Imagino que em um mês eu consiga ticar tudo, mas como sou otimista demais, talvez demore um pouco mais do que imagino...

Espero que ainda existam almas caridosas para ler e comentar os posts e que eles sejam úteis para alguém!


Beijos!
Cris, dona de casa nível básico


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...